Seja bem vindo(a)!!!





Há mais 15 anos , apresento um programa de rádio intitulado "Canta Minas", na rádio Aranãs FM, de Capelinha MG, com enfoque exclusivo para a música mineira em todas suas vertentes. Sempre fui apaixonado por música e, assim sendo, tomei a iniciativa de criar este blog com a finalidade de divagar um pouco sobre as minhas impressões durante os mais de 12 anos de programa. Além da música também sou apaixonado por História e Literatura. Aqui, publicarei crônicas, causos e outras divagações a respeito de tudo que tenho vivido nesse pedaço de chão que é o Vale do Jequitinhonha. E como não pode deixar de ser, também escrevo sobre a minha querida terra natal, Corinto, e outras vivências pelo mundo afora que me ajudaram a construir uma história de gente comum, sem heroísmos, no entanto carregada pelos "sinais de humanidade"!!! Abraços Gerais!!!

banner

banner

segunda-feira, 27 de julho de 2015

CAPELINHA TERÁ REPRESENTANTES NO FESTIVALE 2015

O radialista Tadeu Oliveira participará do FESTIVALE concorrendo com a música “A Viola e o Rio”, composta em parceria com Aléxis Eleutério e que será interpretada pela cantora goiana Danielle Bonfim


Começou no dia 26 de julho e vai até dia 1º de agosto de 2015, a 32ª Edição do Festival de Cultura Popular do Vale do Jequitinhonha (FESTIVALE) no município de Salto da Divisa, localizado no baixo Vale do Jequitinhonha. O evento, realizado pelo Instituto Sociocultural do Vale do Jequitinhonha (VALEMAIS) e pela Federação das Entidades Culturais e Artísticas do Vale do Jequitinhonha (FECAJE), terá uma extensa programação de shows, debates, cursos, oficinas, festival de música, noite literária, feira de artesanato, seminários, participação de grupos de cultura popular, mostras de teatro e mostras de vídeo e fotografias.

Artesão Geraldo da Viola
A cidade de Capelinha terá representantes na Feira de Artesanato e no Festival de Música. A Associação dos Artesãos de Capelinha (PROARTE), será representada pelo seu presidente, o artesão Seu Geraldo da Viola e pela artesã Elizete. Seu Geraldo da Viola trabalha com madeira e Elizete com barro.
A intérprete Danielle Bonfim
 

Além dos artesãos, o radialista Tadeu Oliveira também participará do FESTIVALE concorrendo com a música “A Viola e o Rio”, composta em parceria com Aléxis Eleutério e que será interpretada pela cantora goiana Danielle Bonfim, que atualmente reside em Brasília DF. Além dela, também participará como músico o capelinhense Gustavo Lima de Jesus que tocará violão.

A participação do radialista Tadeu Oliveira e da cantora Danielle Bonfim no Festivale está sendo patrocinada pelo Café Aranãs e pela Prefeitura Municipal de Capelinha.

Confira a lista dos classificados para o Festival da Canção do 32º Festivale, em ordem alfabética:

1 – “A Viola e o Rio” de Tadeu Oliveira e Aléxis Eleutério – Capelinha/MG;
2 – “Achados e Perdidos” de Sandro Marcelino – Belo Horizonte/MG;
3 – “Canção Cotidiana” de Fábio Castro – Miraí/MG;
4 – “Canção do Retirante” de Volber Maciel – Turmalina/MG;
5 – “Canguim Espalitando os Dentes” de Papalo Monteiro – Vitória da Conquista/BA;
6 – “Cristais de Hoje” de Herbert Alencar e Márcio Medrado – Itamarajú/BA;
7 – “Ela” de Chicó do Céu – Belo Horizonte/MG;
8 – “Encomendação” de Sérgio Di Ramos – Ilhéus/BA;
9 – “Lá Vai o Rio” de Dorí Mendes – Belo Horizonte/MG;
10 – “Maresia” de Lúcio Lourenço – Marília/SP;
11 – “Meu Nome é Nordeste” de Ivan Pestana – Minas Novas/MG;
12 – “Mistérios do Mar” de Dalmir Lott e Beatriz Faria – Belo Horizonte/MG;
13 – “Não Tem Cascudo pra Fazer Pirão” de Cory – Jacinto/MG;
14 – “O Luar” de Dentinho Arueira – Bombinhas/SC;
15 – “O Retrato Falado do Sertão” de Walter Lages e Carlos Aires – Vitória da Conquista/BA;
16 – “Olho do Silêncio” de Gracildo Santos Lima e Renato Alves – Fronteira dos Vales/MG;
17 – “Rio Jequitinhonha” de Ailton Botelho – Rubim/MG;
18 – “Sede dos Rios” de Marcos Catarina e Sandro Livanchk – Belo Horizonte/MG;
19 – “Tem Samba Hoje? Tem!” de Neilton Rocha – Jequitinhonha/ MG;
20 – “Temíveis Barreiras do Não” de Laécio Beethoven – Salvador/BA;
21 – “Vai Saudade” de Maria Aparecida Lima – Salto da Divisa/ MG;
22 – “Vale Que Canta” de Eliana Gobira e Roselí Mendonça – Mata Verde/MG;
23 – “Vida Sem Cor” de Cecílio Bocaiúva – Bocaiúva/MG;
24 – “Zé Ninguém” de Ramon Baducha – Mata Verde/MG.