Seja bem vindo(a)!!!





Há mais 15 anos , apresento um programa de rádio intitulado "Canta Minas", na rádio Aranãs FM, de Capelinha MG, com enfoque exclusivo para a música mineira em todas suas vertentes. Sempre fui apaixonado por música e, assim sendo, tomei a iniciativa de criar este blog com a finalidade de divagar um pouco sobre as minhas impressões durante os mais de 12 anos de programa. Além da música também sou apaixonado por História e Literatura. Aqui, publicarei crônicas, causos e outras divagações a respeito de tudo que tenho vivido nesse pedaço de chão que é o Vale do Jequitinhonha. E como não pode deixar de ser, também escrevo sobre a minha querida terra natal, Corinto, e outras vivências pelo mundo afora que me ajudaram a construir uma história de gente comum, sem heroísmos, no entanto carregada pelos "sinais de humanidade"!!! Abraços Gerais!!!

banner

banner

domingo, 23 de setembro de 2012

27º FESTUR DESTACOU TRADIÇÃO E REFERÊNCIA CULTURAL DA REGIÃO

Elba Ramalho no Festur -
Foto: Tadeu Oliveira

A arte e difusão cultural já fazem de Turmalina, 18 mil habitantes, Alto Jequitinhonha, uma referência regional em eventos de cultura popular e um artesanato singular, que também tem impulsionado o seu desenvolvimento destacando o município como um dos maiores indicies de crescimento econômico de Minas.

Uma marca desse dinamismo foi a realização do 27º Festival da Canção de Turmalina – Festur, nos dias 3 a 9 de setembro, uma parceria da Casa de Cultura e Prefeitura Municipal, com grande participação popular, cerca de 15 mil pessoas, participaram ativamente da programação de agenda seleta com oficinas, palestras, debates, feira de artesanato, mostra folclórica e shows musicais destacados, como a Banda Detonautas, Elba Ramalho, Coral das Lavaderias de Almenara, Carlos Farias, Corporação Euterpe Homero Maciel e Celso Soares, Noite de Talentos - Festival de Música Gospel, Antônio Carlos e Renato, Bandas Ritmia, Bloc Kebrae, Batukaê e o tradicinal festival da canção nas categorias MPB e Sertaneja, já renomado e de âmbito nacional, que tem revelando talentos regionais e do país a cada edição.

Turismo cultural

Comissão Organizadora do Festur tendo à frente a Secretária de Cultura Luzia
Foto: Tadeu Oliveira
Uma política de turismo cultural desenvolvida pelo prefeito Zailson Godinho tem nas festas populares e tradições do município um calendário efetivo de eventos como o Galope Show, em maio, a Festa do Divino, em julho, o Festur em setembro, e a Festa do Rosário, em outubro, que além do lazer, preservação e difusão da cultura popular e entretenimento a população, também assegura grande movimentação financeira, a promoção e aquecimento da economia municipal.

O festival

Vencedor da Categora MPB: o baiano Laércio Beethoven
Foto: Ana Rita Rocha
O festival da canção a atração especial e cobiçado pelos participantes em face de sua repercussão e impulso na carreira artística, teve em 25 canções na noite de sexta-feira, 7 de setembro, sob a apresentação do poeta-cantador Gonzaga Medeiros, uma mostra fidedigna do potencial da cultura popular regional e do bom nível dos concorrentes, cabendo na MPB a Laércio Beethoven, de Salvador, com a canção “Dança dos Rios”, o 1º lugar; “História do Negro”, com Taquinho de Minas, de Belo Horizonte, em 2º lugar, e “Não é pecado”, com Aislan Rodrigues e Ana Angélica, de Padre Paraíso, a terceira colocação,  e o prêmio “Cidade de Turmalina”, ficando com Lucas de Oliveira, com “Meu Mundo”. Na Categoria Sertaneja, foram premiados, “Voz dos pássaros”, de Osmar Lins, de Minas Novas, com o 2º lugar para “Realidade” de Isidoro Gomes, de Turmalina. As premiações do festival somam R$15 mil.

Vencedor da Categoria Serteneja: o minasnovense Osmar Lins
Foto: Ana Rita Rocha

Sustenta o poeta e jurado do festival Cláudio Bento, que “o Festur é uma festa cultural de alta qualidade em sua programação, a presença solar da cantora Elba Ramalho foi o grande boom do evento, além do show da banda de rock Detonautas e também da apresentação de música regional representada por Carlos Farias e o belíssimo Coral das lavadeiras”.

Reforça Bento que positiva também no evento foi a apresentação do projeto Prata da Casa, “onde compositores locais puderam mostrar suas produções musicais.”

Para o médico e agente cultural, Hugo Jansem, o Festur é o ponto de encontro de Turmalina com os visitantes, “nos propicia troca de informações e conhecimentos, mostramos o nosso fazer e aprendemos, em contrapartida, fazeres diferente. O 27º Festur congregou valores dos anteriores sabendo que estamos em tempos outros, portanto, conseguimos atingir os jovens que serão
os responsáveis pelo seu prosseguimento”, ressaltou.

Já com que calendário e programação pré-definida, as sugestões de mudanças no Festur para alguns participantes se referem a feira de artesanato, deveria ser mais plural e diversificada, como a descentralização das ações do festival valorizando também outros pontos da cidade.

Fonte do texto: Jornal Tribuna do Norte - Ano XXI - Edição nr. 215 - 05 a 20 de setembro de 2012.
Fotos: Tadeu Oliveira e Ana Rita Rocha