Seja bem vindo(a)!!!





Há mais 15 anos , apresento um programa de rádio intitulado "Canta Minas", na rádio Aranãs FM, de Capelinha MG, com enfoque exclusivo para a música mineira em todas suas vertentes. Sempre fui apaixonado por música e, assim sendo, tomei a iniciativa de criar este blog com a finalidade de divagar um pouco sobre as minhas impressões durante os mais de 12 anos de programa. Além da música também sou apaixonado por História e Literatura. Aqui, publicarei crônicas, causos e outras divagações a respeito de tudo que tenho vivido nesse pedaço de chão que é o Vale do Jequitinhonha. E como não pode deixar de ser, também escrevo sobre a minha querida terra natal, Corinto, e outras vivências pelo mundo afora que me ajudaram a construir uma história de gente comum, sem heroísmos, no entanto carregada pelos "sinais de humanidade"!!! Abraços Gerais!!!

banner

banner

domingo, 19 de agosto de 2012

ALUNO DA E.E. PROF. GERALDA OTONI É ESCOLHIDO EM CONCURSO LITERÁRIO

Nessa semana eu eu bati um papo muito legal com um estudante da Escola Estadual Professora Geralda Otoni Barbosa chamado Breno Fernandes da Cruz, de 13 anos, que foi selecionado num projeto de leitura desenvolvido pelo escritor baiano Laé de Souza.

A Escola se inscreveu no projeto Ler é bom, experimente! e Minha escola lê, através da iniciativa da supervisora Eliane Maciel, que contou com a participação de alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e de alunos dos 8ºs e 9ºs anos do Ensino Fundamental.

O escritor e mentor do projeto, Laé de Souza, enviou para a escola a coleção Acredite se Quiser para que os professores trabalhassem com os seus alunos. Os alunos, após lerem a coleção, deveriam desenhar (no caso, os alunos do 1º ao 5º ano) ou escreverem crônicas (no caso, os alunos do 8º e 9º anos). A escola selecionou 03 cronicas que foram enviadas para o escritor Laé de Souza em São Paulo.

Lá, elas se juntaram a outras crônicas de diversos estados do Brasil a fim de serem selecionadas 23 que integraram o livro As melhores crônicas dos projetos de leitura Volume 4, ano de 2012, editado pela Editora Eco Arte. 

É aí que entra a históira do aluno Breno. Ele foi selecionado entre diversos alunos do brasil pra fazer parte desse livro com a crônica Problemas à parte, Queixada se elege vereador que você pode conferir ao final desse texto.

O lançamento do livro aconteceu no dia 11 de agosto, sábado passado, às 4 da tarde lá na 22ª Bienal Internacional do Livro no Anhembi em São Paulo. O Breno esteve presente no lançamento junto com a Diretora da E.E. Pr. Geralda Otoni, Maria Helena Barbosa da Silva, conhecida como Leninha Barbosa. Eu estive na escola e bati um papo com o Breno, aluno do 8º ano do Ensino Fundamental e com a diretora Leninha. Confira a entrevista no programa Canta Minas desse domingo, 19.

LEIA A CRÔNICA NA ÍNTEGRA:

PROBLEMAS À PARTE, QUEIXADA SE ELEGE VEREADOR

Autor: Breno Fernandes da Cruz – 13 anos
Professora: Rogéria Maria Alves Pimenta
Escola: E.E.”Professora Geralda Otoni Barbosa”
Cidade: Capelinha – MG

          Como de costume, aos sábados, reuniram-se no bar do Magrão vários amigos para tomar uma pinguinha e falar de mulheres e futebol. Mal sabiam eles que do outro lado da cidade estavam suas esposas, gastando todo o limite do cartão, além de juntarem-se para criticar os respectivos maridos.
          Mas esse era um dia especial. Todos, incluindo as mulheres, esperavam pelo resultado da eleição do Pastor Queixada e bebiam uma pinguinha para tentar esquecer os problemas.
          Neilando 2000 só pensava em pagar as contas para começar o novo milênio com o pé direito.
          Januário, de joelhos, pedia desculpas à mulher quase todos os dias pelo atrevimento de ter gritado com ela.
          Belarmino não queria nem saber de carnaval e tentava reconquistar a mulher que perdera após uma briga.
          O prefeito, com mania de grandeza, procurava construir em sua cidade com apenas três ruas, oito casas, um restaurante e um bar, um estádio de futebol para receber a final da Copa do Mundo. Como sonhava, coitado!
          Mas, problemas à parte, todos esperavam pela eleição do Pastor Queixada que, por sua vez, prometeu a todos a solução de seus problemas, mesmo sabendo que seria praticamente impossível cumprir essa promessa.
          A tensão tomou conta do bar do Magrão no momento em que os votos começaram a ser apurados e algumas horas depois saiu a esperada notícia de que Queixada havia sido eleito.
          A tensão deu lugar à alegria e a pinga rolou solta e, apesar de ter negado, acredito que naquele dia até o Pastor Queixada relembrou os velhos tempos e bebeu uma pinguinha.
          Agora, só resta a ele torcer para que todos encham a cara e se esqueçam de suas promessas impossíveis.