Seja bem vindo(a)!!!





Há mais 15 anos , apresento um programa de rádio intitulado "Canta Minas", na rádio Aranãs FM, de Capelinha MG, com enfoque exclusivo para a música mineira em todas suas vertentes. Sempre fui apaixonado por música e, assim sendo, tomei a iniciativa de criar este blog com a finalidade de divagar um pouco sobre as minhas impressões durante os mais de 12 anos de programa. Além da música também sou apaixonado por História e Literatura. Aqui, publicarei crônicas, causos e outras divagações a respeito de tudo que tenho vivido nesse pedaço de chão que é o Vale do Jequitinhonha. E como não pode deixar de ser, também escrevo sobre a minha querida terra natal, Corinto, e outras vivências pelo mundo afora que me ajudaram a construir uma história de gente comum, sem heroísmos, no entanto carregada pelos "sinais de humanidade"!!! Abraços Gerais!!!

banner

banner

quarta-feira, 28 de março de 2012

ACADEMIA DE LETRAS É FUNDADA EM CAPELINHA


A ideia da Academia de Letras existe deste o ano 2000.
Nessa foto, lançamento de livros de escritores capelinhenses.
Foram quase 12 anos de espera. Enfim, o sonho se realiza. A Academia Capelinhense de Letras, que acaba de ser fundada, é uma ideia trazida por mim de Corinto, três anos após mudar-me para Capelinha. Naquela cidade, já havia academia de letras e por influência e incentivo de alguns membros de lá, procurei o professor José Carlos Machado, o jornalista Tico Neves, o advogado Dr. Fabiano Otoni Vieira e a professora Lúcia Cordeiro propondo a criação e fundação da Academia Capelinhense de Letras.

Após algumas reuniões, infelizmente não obtivemos o êxito de consolidar o projeto, O mesmo ficou hibernado de novembro de 2000 até os dias atuais.

Alguns meses após a morte do advogado e escritor Dr. Fabiano Otoni, procurei novamente pelo professor José Carlos Machado e resolvemos retomar o projeto de fundação da Academia Letras, inclusive como forma de homenagear postumamente este ilustre filho da terra.

Desta vez, a ideia encontrou campo fértil. Afinal de contas, nos últimos anos o próprio Dr. Fabiano lançara um romance intitulado “Tranças provincianas”, o jornalista Tico Neves o livro “No tempo das gabirobas” e, anteriormente, o professor José Carlos lançara o livro “Senhora da Graça da Capelinha” e “Casos, lendas e lorotas do Jequitinhonha”. E mais recentemente, a professora Marlene Mendes lançou os livros “A princesa de Theo”, “Escrito no olhar” dentre outros.

A retomada se deu no dia 08 de março, dia Internacional da Mulher, quando nos reunimos na residência do professor José Carlos Machado e lançamos a “pedra fundamental” da academia. Estiveram presentes além de mim e do professor José Carlos, as professoras Lúcia Cordeiro, Tininha Pereira e Marlene Mendes.

Reunião de lançamento da pedra fundamental, em 08 de março
No reunimos novamente no dia 19 de março, na sede da Casa da Cultura de Capelinha, contando com a presença de José Carlos Machado, Tico Neves, Tininha Pereira, Marlene Mendes, Dante Guedes, Elza Cunha e da minha pessoa, ocasião em que fundamos a Academia Capelinhense de Letras. Além de nós, a professora Lúcia Cordeiro também é fundadora, uma vez que participou de todo o processo.

A finalidade da Academia de Letras é fomentar a cultura da língua e literatura brasileira, conferindo preponderância aos escritores capelinhenses, às suas obras e à pesquisa de particularidades lingüísticas e folclóricas da região do Vale do Jequitinhonha.

Além disso, visa incentivar o gosto pela leitura e congregar literatos do município promovendo reuniões literárias, artísticas e sociais, palestras, conferências. Ainda é objetivo da academia editar jornais, revista ou boletim de divulgação e, principalmente, trabalhos de seus membros.

Em breve os membros da Academia elegerão a primeira diretoria e oficializará perante a sociedade capelinhense a fundação dessa nova instituição.