Seja bem vindo(a)!!!





Há mais 15 anos , apresento um programa de rádio intitulado "Canta Minas", na rádio Aranãs FM, de Capelinha MG, com enfoque exclusivo para a música mineira em todas suas vertentes. Sempre fui apaixonado por música e, assim sendo, tomei a iniciativa de criar este blog com a finalidade de divagar um pouco sobre as minhas impressões durante os mais de 12 anos de programa. Além da música também sou apaixonado por História e Literatura. Aqui, publicarei crônicas, causos e outras divagações a respeito de tudo que tenho vivido nesse pedaço de chão que é o Vale do Jequitinhonha. E como não pode deixar de ser, também escrevo sobre a minha querida terra natal, Corinto, e outras vivências pelo mundo afora que me ajudaram a construir uma história de gente comum, sem heroísmos, no entanto carregada pelos "sinais de humanidade"!!! Abraços Gerais!!!

banner

banner

domingo, 17 de julho de 2011

HOJE NO GALPÃO CULTURAL TEM SHOW DE VIOLA E MUITA MPB

Depois de uma bela e animadíssima apresentação da Banda Odilara, com um repertório repelto de muito samba, o Galpão Cultural começa a sua segunda noite recebendo o Grupo de Capoeira Adahum, da cidade de Capelinha, apresentando uma coreografia denominada “Puxada de Rede”. Além disso, a tradicional Feira de Artesanato e o barzinho começam a funcionar a partir das oito horas da noite.

As apresnetaçoes musicais de hoje ficam por conta do violeiro minasnovense Osmar Lins e, encerrando a programação da noite, o músico Capelinhense Rodrigo Pires.

QUEM É OSMAR LINS
Osmar Lins com o ídolo Almir Sater
Osmar Lins vem da vizinha cidade de Minas Novas e vem se despontando como um dos grandes violeiros da nova safra de artistas do Vale do Jequitinhonha.  Assisti ao seu show na Festa do Rosário desse ano, em Minas Novas, e ouvi Rubinho do Vale ter altos elogios à sua performance.
Marcos Soier, Didi Ferreira, Rubinho do Vale, Tadeu Oliveira e Osmar Lins
Osmar Lins, também conhecido como Mazim, iniciou-se muito novo nesse ofício de músico. Aos 15 anos, já participava de apresentações ao violão, acompanhando o saudoso Maestro Canutinho, o historiador Álvaro Freire entre outros grandes músicos da velha guarda minasnovense.

Ainda denominado de Mazim, participou de diversas bandas como guitarrista, com destaque para a da Banda The Brilhant Boys,  tocando diversos estilos musicais. Aos 20 anos começou a cantar, compor e participar dos festivais de música da região.

Sua inspiração para compor surge a todo o momento. Um grande exemplo que ele aproveitou com carinho  foi uma história contada pela sua mãe sobre a rua onde mora. Da história surgiu a música Samba na Rua do Ouro, que versa sobre a cultura do povo de Minas Novas de, após chuvas torrenciais, procurar pedras de ouro que trazidas pelas enxurradas.

Aos 25 anos Osmar Lins se interessou pela viola caipira. Em 2005, venceu o primeiro festival promovido pela Rádio Bom Sucesso com a música ‘Um violeiro Toca’, de Almir Sater. Pariticipou do 23º Festur, em Turmalina defendend a música Cicatriz, ficando em 7º lugar. E em 2009, classificou-se entre os dez finalistas do 27º Festival na cidade de Grão Mogol, com a música Canto do Passarinho, de composição própria. No ano passado, ficou com o 1º lugar no 28º Festivale, na cidade de Padre Paraíso, apresentando a música de sua autoria intitulada Bicho Voador, canção que traz em sua letra relatos sobre o meio ambiente, sentimentos e um belo arranjo de viola.  Em 2010, apresentou no Jequitibar, em Belo Horizonte, no Projeto Quintas da Viola.

Osmar Lins vem acompanhado dos músicos Didi Ferreira (percussão) e Marcos Soier (violão e Segunda Voz).

www.palcomp3/mazin


RODRIGO PIRES, ECLÉTICO CANTOR CAPELINHENSE



Artista eclético filho Capelinha, cantor, instrumentista, compositor  e designer gráfico, Rodrigo Pires é mais reconhecido por ser líder e vocalista da Banda Kurtição, grupo de axé que se apresenta em todo estado de Minas Gerais.

Rodrigo Pires iniciou sua carreira em meados de 2000, tocando teclado na extinta banda SKY RED, que em nova formação, passou a se chamar PETER PÂNICO. Porém, antes de participar destas bandas, lembro-me de Rodrigo, ainda novinho, cantando MPB no Comilão Lanches e em outros bares de Capelinha. Nessa época, ele já se revelava um excelente intérprete de futuro brilhante.

Após algum tempo militando na música, buscou variar estilos influenciado pela música mineira, pelo reggae e pela música nordestina. Mas é no samba que Rodrigo diz ter encontrado o estilo ideal, pois além de ser uma música que é feita com alegria é também fonte de amizade e descontração.

Como compositor, Rodrigo criou várias composições em parceria com seu irmão Leozinho, outro músico e compositor da família Pires. Das diversas composições Terra Santa destaca-se, música que faturou o 4º lugar no FESTUR, em 2004.

Outras composições de sucesso são Capelinha, uma bela história, homenagem à sua terra natal, Xote da saudade, Zueira e, atualmente, Alma Gêmea, que alcançou o 2º lugar na radio Aranãs Fm e está tendo uma ótima aceitação do público.

Público esse, que sabendo do seu dinamismo, já distingue suas apresentações distinguem e o acompanha fielment seja na formação de  banda, grupo de samba, ou como ele se apresentará hoje no Galpão Cultural ao viajar  pelo melhor da MPB acompanhado do percusssionista Júlio Penna.

Serviço:Shows com Osmar Lins e com Rodrigo Pira
Data: 17/07/2011
Hora: 22h30
Local: Galpão Cultural Maria Odeth Sampaio, anexo ao Parque de Exposições no bairro das Acácias, em Capelinha MG.
Início da XXV Festa do Capelinhense Ausente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário