Seja bem vindo(a)!!!





Há mais 15 anos , apresento um programa de rádio intitulado "Canta Minas", na rádio Aranãs FM, de Capelinha MG, com enfoque exclusivo para a música mineira em todas suas vertentes. Sempre fui apaixonado por música e, assim sendo, tomei a iniciativa de criar este blog com a finalidade de divagar um pouco sobre as minhas impressões durante os mais de 12 anos de programa. Além da música também sou apaixonado por História e Literatura. Aqui, publicarei crônicas, causos e outras divagações a respeito de tudo que tenho vivido nesse pedaço de chão que é o Vale do Jequitinhonha. E como não pode deixar de ser, também escrevo sobre a minha querida terra natal, Corinto, e outras vivências pelo mundo afora que me ajudaram a construir uma história de gente comum, sem heroísmos, no entanto carregada pelos "sinais de humanidade"!!! Abraços Gerais!!!

banner

banner

sábado, 4 de dezembro de 2010

NO TEMPO DAS GABIROBAS

Foto: Tadeu Oliveira
O jornalista capelinhense Tico Neves, além de ter sido o idealizador do programa Canta Minas, também é responsável pelo lançamento de um livro sobre a história de Capelinha. Em meados de 2009, ele lançou “No tempo das Gabirobas”, um belo registro feito com sensibilidade, quando coletou junto aos familiares e amigos capelinhenses a memória fotogtráfica espalhada nos retângulos em preto e branco já amarelados pelo tempo. 

Com textos enxutos, muito mais que um registro histórico, o livro desperta nossa memória e  nossa oralidade. Afinal, quem nunca pegou num maço de fotografias antigas, fotografias de família, e se pôs a mostrá-las aos amigos queridos, um membro mais novo da família? Por trás de cada fotografia há um caso para contar, uma história a relatar, uma saudade a esmiuçar... É como se tudo que ali está novamente tomas­se vida a partir do instante em que se lança o olhar. Pessoas nascem de novo, ressuscitam-se sentimentos, lugares “reavivam afetos que se acendem e voltam a nos habitar”.

O livro enfoca o período de 1809, ano da fundação da cidade, até 1975. Personagens e lugares, cotidiano e modos de vida, meios de transporte, objetos e ofícios raros ou extintos, tudo isso nos leva a apreciar, matar saudades e relembrar tempos passados dado o seu grande apelo cultural. E ao desvelar o passado,  faz brotar em nós a saudade, esse sentimento que transita entre a lembrança e o esquecimento, que traz dos recônditos da memória cheiros, sabores, cores, texturas de um tempo que já não existe mais.

Enfim, este livro, muito mais que obrigatório para os capelinhenses e as pessoas que possuem laços com esta terra, é um registro importante para a história cultural do Vale do Jequitinhonha e essencial para pesquisadores e pessoas que se interessam pela região.

3 comentários:

  1. Tadeu,

    Bem-Vindo a Tertúlia Pão de Queijo!
    Saudações nossas!

    ResponderExcluir
  2. Eu gostaria muito de ter esse livro. Onde encontro para comprar? Meu pai nasceu em Capelinha e eu tenho muita curiosidade em conhecer a história dessa cidade que pretendo um dia conhecer pessoalmente. Meu pai é da família dos Coedeiros. Francisco Cordeiro e tocava um violão como ninguém e me falaram que tem até uma foto dele nesse livro. Eu gostaria muito de ter esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que você encontrará o livro com a viúva do Tico Neves, Preta Vieira. Quando vier a Capelinha, procure por ela ou pelos familiares dele na padaria São Geraldo. Um abraço e obrigado pela visita e pelo comentário.

      Excluir